Não Amarás (1988)


Jovem de 19 anos munido de uma luneta começa a observar a vida da sua vizinha (uma mulher madura), que mora em frente ao seu apartamento. Ele fica obcecado por ela e enquanto observa sua vida sexual (na qual o amor não existe), ele esquematiza subterfúgios para se aproximar dela. Com o tempo ele revela seu amor, mas ela o humilha e algo surpreendente acontece nesta relação. 

O polonês Krzysztof Kieslowski (falecido em 1996, pouco depois de anunciar sua aposentadoria) foi um daqueles raríssimos diretores que reunia um talento imenso a um conhecimento da linguagem cinematográfica igualmente gigantesco. Sua extensa cinematografia é mais conhecida aqui pelos dois episódios da série para TV Decálogo transformados em longa metragens (o outro é Não Matarás), a trilogia das cores (A Liberdade é Azul, A Igualdade é Branca e A Fraternidade é Vermelha) e o belíssimo A Dupla Vida de Véronique. Seus filmes foram sensação em festivais no final dos anos 80, e este Não Amarás ganhou o prêmio do público na Mostra Internacional de São Paulo em 1989.


Elenco:

Olaf Linde Lubaszenko (Tomek)
Grazyna Szapolowska (Magda)
Stefania Iwinska (Madrinha)
Piotr Machalica (Roman)
Artur Barcis (Jovem)
Stanislaw Gawlik (Carteiro)
Jaroslawa Michalica
Jan Piechocinski

Duração:  83 minutos

Direção: Krzysztof Kieslowski

Deixe seu comentário!!

1 comentários (deixe o seu!).: