Repulsa ao Sexo (1965)



Repulsa ao Sexo conta a história da manicure Carol Ledoux. A bela moça, muito tímida, reprimida, não se relaciona muito bem com sua beleza e a reação que provoca nas outras pessoas. A convivência com qualquer elemento ligado à sexualidade é problemática para ela. Um dia sente-se mal quando ouve sua irmã transando com o namorado. No outro dia de manhã, quando vê a escova do rapaz, tem vontade de vomitar. O mal-estar torna-se mais grave quando ela fica sozinha no apartamento, por ocasião de uma viajem de sua irmã.

O filme é tido como um perfeito retrato do que os psicanalistas chamam de esquizofrenia homicida. Entretanto Polanski não fez nenhuma grande pesquisa sobre o tema; o diretor apenas se baseou na história de uma garota que conhecia. Além de diretor, Polanski é cenógrafo de Repulsion (titulo original).

Interpretada por Catherine Deneuve ainda muito jovem, a personagem de Carol Ledoux tornou a atriz conhecida como uma mulher bela e frígida. Dois anos mais tarde, aproveitando esse estigma, Luís Buñuel a convidou para protagonizar A Bela da Tarde, hoje um clássico do cinema, em que Catherine interpreta uma jovem rica e prostituta.

Repulsa ao Sexo, que foi rodado em outubro de 65, na Inglaterra, ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlim do mesmo ano. É o segundo filme da carreira de Polanski, depois de A Faca na Água (1962). Confira, em perfil, Roman Polanski.


Elenco:

Catherine Deneuve - Carole Ledoux
Ian Hendry - Michael
John Fraser - Colin
Yvonne Furnneaux - Helène Ledoux
Patrick Wymark - Landlord
Renée Houston - Miss Balch
Valerie Taylor - Madame Denise
James Villiers - John
Helen Fraser - Bridget

Duração: 104 minutos
Direção: Roman Polanski

Deixe seu comentário!!

0 comentários (deixe o seu!).