Soy Cuba (1964)


A mais espetacular descoberta cinematográfica dos últimos tempos. Filmado pelo grande fotógrafo e diretor russo Mikhail Kalatozov, Soy Cuba é um poema visual do realismo socialista, mostrando a opressão do povo cubano pelo regime ditatorial de Fulgencio Batista. Kalatozov registrou com sua câmera acrobática e em grande angular, imagens fascinantes de Cuba, em quatro histórias ambientadas na Cuba pré-revolucionária. Em Havana, Maria envergonha-se quando o homem de quem gosta, descobre como ela ganha a vida. Pedro, um camponês idoso, descobre que a terra que cultiva foi vendida a uma empresa americana. Um universitário vê seus amigos serem atacados pela polícia, quando distribuíam panfletos a favor de Fidel Castro. Por fim, uma família de camponeses é ameaçada pelas forças de Batista.
No início dos anos 60, o diretor soviético Mikhail Kalatozov, junto com uma equipe de 200 pessoas, filmou a superprodução Soy Cuba. Este filme, que pretendia ser uma poderosa arma de propaganda para divulgar a Revolução Cubana, foi ignorado após sua estréia em Havana e Moscou e ficou desconhecido pelo público no Ocidente até sua redescoberta nos anos 90, por Martin Scorsese e Francis Ford Coppola. Edição restaurada em magnífico preto e branco.


Elenco:

Sergio Corrieri
José Gallardo
Raúl García
Luz María Collazo
Jean Bouise
Celia Rodriguez
Luisa María Jiménez
Mario González Broche


Duração: 134 minutos
Direção: Mihail Kalatozov

Deixe seu comentário!!

2 comentários (deixe o seu!).